sábado, fevereiro 21, 2009

A historia do carnaval brasileiro




Ele não nasceu na Bahia, como muitos pensam. O carnaval brasileiro tem origem no entrudo português e nas festas carnavalescas européias.



Na brincadeira portuguesa, que chegou ao Brasil no século XVII, as pessoas jogavam água, ovos e farinha umas nas outras, pregando a liberdade. Depois de ser proibida oficialmente, a festa incorporou aos poucos elementos como o confete e a serpentina.



A influência do carnaval francês e italiano trouxe para o país as máscaras, fantasias, os desfiles pelas cidades, além de personagens como o Rei Momo, a colombina e o pierrô.



Com a evolução da festa, surgiram no século XIX os primeiros blocos carnavalescos, onde as pessoas se fantasiavam, decoravam carros e, em grupos, desfilavam pelas ruas das cidades. Era o início dos carros alegóricos.



No início do século XX, as marchinhas com suas letras irreverentes ditavam o ritmo da brincadeira, cada vez mais popular.



"Deixa Falar" era o nome da primeira escola de samba do Brasil, que surgiu no Rio de Janeiro e mais tarde transformou-se em "Estácio de Sá", tradicional agremiação do carnaval carioca. Novas escolas apareceram, no Rio e em São Paulo, e os campeonatos começaram a eleger a mais bonita e animada na avenida.



Em cidades como Recife e Olinda as pessoas até hoje saem às ruas ao ritmo do frevo e do maracatu e os desfiles de bonecos gigantes também animam a folia, mantendo característica do carnaval tradicional, ligado ao entrudo português.



Atualmente, o carnaval reflete a diversidade do povo brasileiro. Seja no Sudeste, com as escolas de samba, no Nordeste, com a folia de rua e os trios elétricos - que tomam conta das cidades, principalmente em Salvador - os brasileiros curtem a festa até a quarta-feira de cinzas.





©

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...