quarta-feira, outubro 07, 2009

Li não sei onde e dou de graça pra vocês


Um dia um médico determinará que meu cérebro parou de funcionar. De um modo essencial, minha vida parou. Quando isso acontecer, não tentem introduzir uma vida artificial dentro do meu corpo, a chaves de uma máquina. Neste instante, dêem minhas vista para um homem que nunca viu nascer o sol, uma face de um bebê ou o amor nos olhos de uma mulher. Meu coração para uma pessoa a quem seu próprio coração tem causado dias de sofrimento. Meus rins dêem para quem dependa de uma máquina para existir semana após semana. Dêem meu sangue, meus ossos, todos os meus músculos, meus nervos e encontrem um jeito de fazer uma criança paralítica andar.
Explorem cada canto do meu cérebro. Tomem minhas células, se necessário, deixem-nas crescer; algum dia um garoto mudo vai ser capaz de gritar quando seu time fizer gol e uma garota surda vai poder ouvir o som da chuva através de sua janela. Queimem o que restou de mim e joguem minhas cinzas ao vento para ajudar as flores crescerem. Se realmente quiserem enterrar alguma coisa, enterrem minhas falhas, minhas fraquezas e tudo com que prejudiquei o meu companheiro. Dêem meus pecados ao diabo. E minha alma a Deus. Se desejarem recordar de mim, façam isso com uma doação ou uma palavra para alguém que esteja necessitado.
Se fizerem tudo isso, eu viverei para sempre...

2 comentários:

Simples assim... disse...

Nooossa, Li, isso arrepia.....

Que texto lindo.... e faço minhas essas palavras......

Lindo, lindo, aliás, que imagem maravilhosa esse Sol aí.... dá ânimo a qualquer um em qualquer situação!!!!!

Amanda disse...

Minha cara,

Esta mensagem foi escrita por minha tia Giovania Márcia Zagnoli,que falaceu em 1980, aos 17 anos de idade, de Púrpura Trombocitopênica, uma doença do sangue que costuma atacar mulheres jovens.

Eu e minha familia gostamos de divulgar esta mensagem (sem cobrar direitos autorais), para mostrar a importancia da doação de orgãos.

Por esse motivo peço que coloque o nome de minha tia como Autora do texto.

Desde já agradeço a compreenção

Amanda Zagnoli

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...