quarta-feira, dezembro 29, 2010

O efeito das propagandas

O grande efeito da propaganda é mexer com as necessidades e desejos dos consumidores. Muitos afirmam que mais que necessidades, o nível de refinamento dos mercados é tão grande que só mesmos os desejos são explorados nas grandes campanhas publicitárias. Conscientes ou não, somos alvos de milhões de estímulos persuasivos, ávidos pela nossa aceitação e nossa atitude de compra. E assim se põe sedução à venda, com uma etiqueta de preço e um efeito irreversível em nossos corações e mentes.

Por fim, a propaganda determina nosso padrão de vida, nosso comportamento e até mesmo as nossas relações e atitudes perante os outros indivíduos da sociedade. Quando uma pessoa conhece outra, entra muito mais do que simples simpatia. O indivíduo se compara, observa se pertence à mesma classe social (ou no caso se tem o mesmo padrão de consumo) e se reconhece como pertencente à mesma camada social. Portanto, de acordo com essa ótica, são iguais...só depois disso, é que vai partir para o início de uma amizade ou não, a isso, chamo de exclusão social e diferença de classe, movida pelo poder de quem pode mais se exibir com marcas de propagandas caras.. /

quinta-feira, dezembro 23, 2010

Pessoas loucas de pedra


Há muito tempo atrás,conheci uma senhora que havia perdido a mãe e fizemos amizade.Esse conhecimento deu-se numa viagem ao sul do Brasil.Ela estava viajando sozinha e chorava muito...Daí por diante,ela nunca mais largou do meu pé.
Nesta fase do meu acidente,ela liga pra mim de 3 a 4 vezes ao dia e pra falar a verdade,já está até enchendo meu saco,pois as conversas são sempre as mesmas.Num domingo desses,ela me faz uma pergunta :
-Qual fruta você mais gosta ?
E eu na minha inocência respondo:
-jaca!!!!Mais tarde,ela telefona e diz que comprou 50 gramas de jaca e que vinha me trazer este delicioso e quantitativo presente dos deuses.
Mas como não pude recebê-la naquele dia,pedi que guardasse o manjar dos deuses no freezer para que não estragasse e assim no outro dia,ela entregaria.
Para surpresa minha,dois dias depois,deixou na minha portaria a jaca com um bilhete onde o preço do presente era de 3 reaizinhos.Liguei pra agradecer e ela me disse que era pra pagar a jaca.Tratando-se de uma pessoa bem de situação,fiquei admirada...Fazer o quê ?
Pedi então que minha tia fosse entregar essa fortuna e a coitada gastou 20 reais de táxi pra pagar os 3 reais.
Não é louca ?

sábado, dezembro 18, 2010

Pra uma pessoa especial...Drika


Eu ate poderia dizer as palavras mais bonitas que eu conheço.
Mas acho que não conseguiria expressar tudo o que eu sinto por você

A amizade é uma força permanente
Não se compra,não se aluga,não se troca,não se vende
Nasce e morre com a gente
Sem palavras pra falar como voce é especial para mim.


Suua amizade é muito importante
Conte sempre comigo
Nossa amizade é eterna ainda terá uma longa jornada você vai ver .Obrigada por tudo!

quinta-feira, dezembro 16, 2010

Agradecimentos pelas 100.000 visitas


Hoje,meu humilde blog,completou 100.000 visitas e estou aqui para agradecer a todos que me visitaram e deixaram comentários pela participação.Um beijo muito grande no coração de vocês.

domingo, dezembro 12, 2010

Meu presente de Natal


Meu presente de Natal não veio embrulhado numa caixa,nem com um laço de fita.Ele veio antecipado.Meu marido me deu como presente natalino o novo layout deste blog.Estava precisando mesmo.Embora o antigo tenha sido feito também por ele,eu já estava enjoada dele.Adorei !Ficou lindo mesmo,até porque foi feito com amor e carinho,pois Eudes é um amador neste aspecto da informática.Foi o melhor presente que recebi até hoje.

quinta-feira, dezembro 09, 2010

quarta-feira, dezembro 08, 2010

Pra você rir


Num sabe lê...ÓTIMA!
Em uma escola muito heterogênea, onde estudam alunos de várias classes sociais, durante uma aula de português, a professora pergunta:

- Quem sabe fazer uma frase com a palavra "óbvio"?

Rapidamente, Luana, menina rica, uma das mais aplicadas alunas da classe, respondeu:

- Prezada professora, hoje acordei bem cedo, depois de uma ótima noite de sono no conforto de meu quarto. Desci a enorme escadaria de nossa residência e me dirigi à copa onde era servido o café. Depois de deliciar-me, fui até a janela que dá vista para o jardim de entrada.
Percebi que se encontrava guardado na garagem o automóvel BMW do meu pai. Pensei com meus botões:

- É ÓBVIO que meu pai foi ao trabalho de Audi.

Sem querer ficar para trás, Luiz Cláudio Wilson, de uma família de classe média, acrescentou:

- Professora, hoje eu não dormi muito bem, porque meu colchão é meio duro. Eu consegui acordar assim mesmo, porque pus o despertador do lado da cama. Levantei meio zonzo, comi um pão meio muxibento e tomei café. Quando saí para a escola, vi que o fusca do papai estava na garagem. Imaginei:

- É ÓBVIO que o papai não tinha dinheiro para gasolina, foi trabalhar de busão.

Embalado na conversa, Wandercleison Maicon Jáqueson, de classe baixa (é óbvio), também quis responder:

- Fessora, hoje eu quase não durmi, porquê teve tiroteio até tarde na favela. Só acordei de manhã porquê tava morrendo de fome, mas não tinha nada pra cumê mesmo... quando olhei pela janela do barracão, vi a minha vó com o jornal debaixo do braço e pensei:

- É ÓBVIO que ela vai cagá. Num sabe lê...




A MELHOR DE TODAS !!!!!!

sábado, dezembro 04, 2010

O Silêncio dos Inocentes


O silêncio tem vários sentidos.Silêncio no sentido de calar,silêncio no sentido de se concordar com algo ou simplesmente omissão.Este último é pra mim o pior dos sentidos.Ele fere a dignidade humana,magoa,ofende e maltrata a alma humana.
Depois do que me aconteceu,este silêncio me acompanha diariamente.Algumas pessoas silenciaram,talvez por medo de assumir responsabilidades,ou por pura covardia mesmo,sei lá.Não importa.O tempo vai se encarregar desse silêncio que não é nada inocente.

segunda-feira, novembro 29, 2010

Eudes Honorato (meu pequeno e grande homem)




O assunto de hoje é Eudes Honorato,o dono do Rapadura Açucarada e outros sites importantes da Web.Ele é considerado na blogosfera um dos pioneiros da arte de escanear HQs da Marvel e outras revistas mais importantes do mercado das histórias em quadrinhos.Esse ano o RA completou 8 anos de sua criação com sucesso absoluto.Os adeptos das HQs o admiram bastante,pois ele disponibilizavam gratuitamente esse material para os leitores interessados e fãs desse tipo de mercado.Por que falei no passado ? Porque hoje,ele já não pode mais fazer isso (consideraram como pirataria),nem os filmes que baixava e colocava no FARRA,que era um fórum.Mas,mesmo assim,ele não entrou em desânimo e continua no ar prestando ajuda no seu trabalho literário.Escrevendo histórias como Jerusalem Jones e como sabe escrevê-las !
Eu fico pasma como as pessoas o respeitam e admiram,além da credibilidade que faz parte da sua atitude carismática.
Mas,quem é Eudes Honorato ? Meu fantástico marido .

domingo, novembro 28, 2010

Entenda essa lenda !


A lenda do Ratinho
Um rato, olhando pelo buraco na parede, vê o fazendeiro e sua esposa abrindo um pacote. Pensou logo no tipo de comida que haveria ali.

Ao descobrir que era uma ratoeira ficou aterrorizado.

Correu ao pátio da fazenda advertindo a todos:

- Há uma ratoeira na casa, uma ratoeira na casa !!

A galinha disse:
- Desculpe-me Sr. Rato, eu entendo que isso seja um grande problema para o senhor, mas não me prejudica em nada, não me incomoda.
O rato foi até o porco e disse:
- Há uma ratoeira na casa, uma ratoeira !
- Desculpe-me Sr. Rato, disse o porco, mas não há nada que eu possa fazer, a não ser orar.
Fique tranqüilo que o Sr. Será lembrado nas minhas orações.
O rato dirigiu-se à vaca. E ela lhe disse:
- O que ? Uma ratoeira ? Por acaso estou em perigo? Acho que não !
Então o rato voltou para casa abatido, para encarar a ratoeira.
Naquela noite ouviu-se um barulho, como o da ratoeira pegando sua vítima.

A mulher do fazendeiro correu para ver o que havia pego.
No escuro, ela não viu que a ratoeira havia pego a cauda de uma cobra venenosa.
E a cobra picou a mulher... O fazendeiro a levou imediatamente ao hospital. Ela voltou com febre.
Todo mundo sabe que para alimentar alguém com febre, nada melhor que uma canja de galinha.
O fazendeiro pegou seu cutelo e foi providenciar o ingrediente principal.
Como a doença da mulher continuava, os amigos e vizinhos vieram
visitá-la.
Para alimentá-los, o fazendeiro matou o porco.
A mulher não melhorou e acabou morrendo.
Muita gente veio para o funeral. O fazendeiro então sacrificou a vaca, para alimentar todo aquele povo.

Moral da História:

Na próxima vez que você ouvir dizer que alguém está diante de um problema e acreditar que o problema não lhe diz respeito, lembre-se que quando há uma ratoeira na casa, toda fazenda corre risco.

O problema de um é problema de todos!

'Nós aprendemos a voar como os pássaros, a nadar como os peixes,mas ainda não aprendemos a conviver como irmãos'

Parabéns à Ana Paula Araújo


Em incessante furos de reportagem,a referida répórter esteve 24 horas a frente de espetaculares reportagens e entrevistas.Num brilhantíssimo, empenho profissional e como sempre muito elegante e firmeza de atuação,hoje,você é a heroína.Dando cobertura completa sobre a invasão do complexo do Alemão(RJ),ela soube mostrar que é uma grande repórter,junto a Márcio Gomes.Novamente,justifica-se a Globo como a maior emissora brasileira,pois tem a melhor equipe jornalística do país.Parabéns,Ana Paula !
" LIBERDADE, LIBERDADE, ABRAM AS ASAS SOBRE NÓS ..
"A SENSAÇÃO DE LIBERDADE DOS MORADORES DO COMPLEXO DO ALEMÃO E DA VILA CRUZEIRO, NÃO TEM PREÇO, SÓ ESPERO QUE ESSA LIBERDADE DE IR E VIR, DAS AMARRAS QUE FAZIAM DESSE LUGAR O INFERNO, SEJA ETERNA E QUE O GOVERNO TOME AS ATITUDES CERTAS PARA QUE A PAZ SEJA DURADOURA, QUE DEUS OPERE UM MILAGRE NA CABEÇA, NO CORAÇÃO DESSES GOVERNANTES E QUE ELES ENXERGUEM A POPULAÇÃO COMO SERES HUMANOS IGUAIS, INDEPENDENTE DE SUA SITUAÇÃO SOCIAL, FINANCEIRA

quinta-feira, novembro 25, 2010

Aqui não tem terremoto, não tem vulcão, não tem furacão. Foram todos embora com medo da violência no RJ.

segunda-feira, novembro 22, 2010

Esse Arnaldo Jabor...


Crônica do amor
Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem, caso contrário os honestos, simpáticos e não fumantes teriam uma fila de pretendentes batendo a porta.

O amor não é chegado a fazer contas, não obedece à razão. O verdadeiro amor acontece por empatia, por magnetismo, por conjunção estelar.

Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, veste-se bem e é fã do Caetano. Isso são só referenciais.

Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca.

Ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam, pela fragilidade que se revela quando menos se espera.

Você ama aquela petulante. Você escreveu dúzias de cartas que ela não respondeu, você deu flores que ela deixou a seco.

Você gosta de rock e ela de chorinho, você gosta de praia e ela tem alergia a sol, você abomina Natal e ela detesta o Ano Novo, nem no ódio vocês combinam. Então?

Então, que ela tem um jeito de sorrir que o deixa imobilizado, o beijo dela é mais viciante do que LSD, você adora brigar com ela e ela adora implicar com você. Isso tem nome.

Você ama aquele cafajeste. Ele diz que vai e não liga, ele veste o primeiro trapo que encontra no armário. Ele não emplaca uma semana nos empregos, está sempre duro, e é meio galinha. Ele não tem a menor vocação para príncipe encantado e ainda assim você não consegue despachá-lo.

Quando a mão dele toca na sua nuca, você derrete feito manteiga. Ele toca gaita na boca, adora animais e escreve poemas. Por que você ama este cara?

Não pergunte pra mim você é inteligente. Lê livros, revistas, jornais. Gosta dos filmes dos irmãos Coen e do Robert Altman, mas sabe que uma boa comédia romântica também tem seu valor.

É bonita. Seu cabelo nasceu para ser sacudido num comercial de xampu e seu corpo tem todas as curvas no lugar. Independente, emprego fixo, bom saldo no banco. Gosta de viajar, de música, tem loucura por computador e seu fettucine ao pesto é imbatível.

Você tem bom humor, não pega no pé de ninguém e adora sexo. Com um currículo desse, criatura, por que está sem um amor?

Ah, o amor, essa raposa. Quem dera o amor não fosse um sentimento, mas uma equação matemática: eu linda + você inteligente = dois apaixonados.

Não funciona assim.

Amar não requer conhecimento prévio nem consulta ao SPC. Ama-se justamente pelo que o Amor tem de indefinível.

Honestos existem aos milhares, generosos têm às pencas, bons motoristas e bons pais de família, tá assim, ó!

Mas ninguém consegue ser do jeito que o amor da sua vida é! Pense nisso. Pedir é a maneira mais eficaz de merecer. É a contingência maior de quem precisa.





Li no site do "O Globo"


Só pra constar, não foi aqui no Brasil. Li no site do Globo.com de hoje:

Cerca de vinte crianças de 5 anos estavam em sala de aula quando uma mãe irrompe, nervosíssima, pedindo satisfações à professora. Queria saber porquê seu filho não tinha comido o sanduíche. Furiosa, antes de ter a resposta, a mãe partiu para cima da professora com tapas, insultos, arrancões de cabelo e empurrões contra a parede. A criança tinha voltado para a casa com o sanduíche intacto porque se esqueceu de levá-lo para o recreio. Como a professora não podia deixar os alunos sós para voltar à sala de aula e pegar a merendeira, pediu à prima do menino que os dois compartilhassem o seu lanche. A professora foi ao centro de saúde para obter um informe médico sobre as lesões derivadas da surra e fez uma denúncia formal contra a agressora. Isso aconteceu em um colégio público de uma cidade andaluza. Na Espanha, os professores são os primeiros no ranking dos profissionais afetados pela depressão. Um de cada cinco docentes pedem licença médica por estresse e se ausentam dos colégios, muitas vezes, durante mais de três meses. Os diagnósticos médicos, segundo os sindicatos, falam de esgotamento emocional e impotência diante da agressividade de alunos e da condescendência por parte dos pais

Essa foi boa !


Numa ocasião, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, saiu
para jantar com sua esposa, Michelle, e foram a um restaurante não
muito luxuoso, porque queriam fazer algo diferente e sair da rotina.
Estando sentados à sua mesa no restaurante, o dono pediu aos guarda-
costas para aproximar-se e cumprimentar a primeira dama, e assim o
fez.
Quando o dono do restaurante se afastou, Obama perguntou a Michelle
: Qual é o interesse deste homem em te cumprimentar?
Michele respondeu: Acontece, que na minha adolescência, este homem
foi muito apaixonado por mim durante muito tempo.
Obama disse então: Ah, quer dizer que se você tivesse se casado com ele,
hoje você seria dona deste restaurante?
Michelle respondeu: Não, meu querido, se eu tivesse me casado com ele,
hoje ele seria o Presidente dos Estados Unidos.




sábado, novembro 20, 2010

Curso de formação para maridos

Objetivo pedagógico:
Permite aos homens desenvolver a parte do corpo da qual ignoram a existência (o cérebro).
São 4 módulos:



Módulo 1: Introdução (Obrigatório)

1 - Aprender a viver sem a mamãe. (2.000 horas)

2 - Minha mulher não é minha mãe. (350 horas)

3 - Entender que não se classificar para o Mundial não é a morte. (500 horas)



Módulo 2: Vida a dois

1 - Ser pai e não ter ciúmes do filho. (50 horas)

2 - Deixar de dizer impropérios quando a mulher recebe suas amigas. (500 horas)

3 - Superar a síndrome do "o controle remoto é meu". (550 horas)

4 - Não urinar fora do vaso. (1000 horas - exercícios práticos em vídeo)

5 - Entender que os sapatos não vão sozinhos para o armário. (800 horas)

6 - Como chegar ao cesto de roupa suja. (500 horas)

7 - Como sobreviver a um resfriado sem agonizar. (450 horas)



Módulo 3: Tempo livre
1 - Passar uma camisa em menos de duas horas. (exercícios práticos)

2 - Tomar a cerveja sem arrotar, quando se está à mesa. (exercícios práticos)



Módulo 4: Curso de cozinha

1 - Nível 1. (principiantes - os eletrodomésticos) ON/OFF = LIGA/DESLIGA

2 - Nível 2. (avançado) Minha primeira sopa instantânea sem queimar a Panela.

3 - Exercícios práticos Ferver a água antes de por o macarrão.



Cursos Complementares
Por razões de dificuldade, complexidade e entendimento dos temas, os cursos terão no máximo três alunos.

1 - A eletricidade e eu: vantagens econômicas de contar com um técnico competente para fazer reparos.

2 - Cozinhar e limpar a cozinha não provoca impotência nem homossexualidade. (práticas em laboratório)

3 - Porque não é crime presentear com flores, embora já tenha se casado com ela.

4 - O rolo de papel higiênico: Ele nasce ao lado do vaso sanitário? (biólogos e físicos falarão sobre o tema da geração espontânea)

5 - Como baixar a tampa do vaso passo a passo. (teleconferência)

6 - Porque não é necessário agitar os lençóis depois de emitir gases intestinais. (exercícios de reflexão em dupla)

7 - Os homens dirigindo, podem SIM, pedir informação sem se perderem ou correr o risco de parecerem impotentes. (testemunhos)

8 - O detergente: doses, consumo e aplicação. Práticas para evitar acabar com a casa.

9 - A lavadora de roupas: esse grande mistério.

10 - Diferenças fundamentais entre o cesto de roupas sujas e o chão. (exercícios com musicoterapia)

11 - A xícara de café: ela levita, indo da mesa à pia? (exercícios Dirigidos por Mister M)

12 - Analisar detidamente as causas anatômicas, fisiológicas e/ou psicológicas que não permitem secar o banheiro depois do banho.

O curso é gratuito para homens solteiros e para os casados damos bolsas.

quinta-feira, novembro 18, 2010

Como são os meus dias ,atualmente

Dia 26 de outubro,descendo as escadas para vir embora pra casa...No terceiro andar para o segundo,algum aluno do ginásio,deixou cair nos degraus,um copo d'água com detergente,quebrado e eu não percebi,pois faltava luz neste local e ninguém havia limpado,o assassino em questão.Deslizei como se estivesse esquiando.Cheguei ao segundo andar como um passe de mágica e aí percebi o tamanho do acontecido.Já não pude mais me levantar.Meu pé esquerdo,inchado e numa posição inversa.Minha mão esquerda sangrava,perna também.Cortes.Mas o que me fez cair em mim,foi o pé mesmo,uma aparência horrível e a dor inexplicável.Foi difícil me levantarem.Fiquei perplexa.Fui levada ao Ossotrauma e lá radriografaram e veio o diagnóstico fatal.Havia fraturado a tíbia e os maleolares.Não tinha como engessar.Colocaram uma bota ortopedica para eu sair de lá e providenciaram uma cadeira de rodas.A partir daí,começou o tormento.Impossibilitada de andar,tendo que providenciar um cirurgião ortopedista e este foi recomendado por uma vizinha minha.Radiografias,exames de risco cirúrgico,tudo em casa.Uma grana preta.Já que o meu plano de saúde é uma boa merda,tudo complicado e moroso.Tinha pressa,pois senão o osso consolidava erroneamente.Acidente de trabalho,isso mesmo.Braço esquerdo com fratura na cabeça do rádio,mas sem necessidade de imobilizar e até porque eu precisava e preciso dele para alguns movimentos na cama.Cirurgia feita no dia 4 de novembro.Foram colocados 8 parafusos e uma placa de titânio permanente.Hoje,encontro-me numa cadeira de computador e outras vezes na cama.Os pontos doem,a planta do pé parece uma borracha,inchado e esquisito,mas o médico disse que com a fisioterapia tudo melhora,espero!Meu marido,agora é o meu pé,braço,cérebro,tudo.Ele está sendo mil.Pensamos,em assim que eu sair dessa nhos casarmos no religioso,já que somos casados a 10 anos no civil.Vai ser algo simples,apenas queremos ser abençoados por Deus.Fico triste,apenas que nessas horas,o crime de responsabilidades não tenha punição.Andares sem iluminação,sem corrimãos.Quem sabe se tivesse algum pra eu pegar o desastre seria menor ? Como se entrega copos de vidro na mão de uma criança ? Como não se sinaliza o copo quebrado com detergente e on deixa ali num degrau a mercê de uma vítima ? Como compreender a fatalidade de ficar 4 meses como dependente...Queria andar,trabalhar,ver a luz e sentir o calor do sol.Juro,eu nem ninguém merece isso.No entanto,as pessoas envolvidas continuam suas vidas,como se tudo isso fosse uma página virada.Deus,tenha piedade delas e de mim.Espero sair dessa sem a mágoa quesinto hoje.
Isto é um desabafo de alguém que adora a vida e quer resgatá-la.

terça-feira, novembro 09, 2010

me ajude


















Às vezes, nossa vida é colocada de cabeça para baixo, para que possamos aprender a viver de cabeça para cima"


Gosto da presença dele aqui em casa ... mas ele insiste em te visitar também!

Cuide dele com carinho por favor !!!



Que Ele chegue em sua residência/trabalho,
levando tudo aquilo que você está querendo e precisando.
São os meus votos.
Ele chegou antes do almoço aqui...
Estivemos algum tempo falando e Ele
seguiu para se encontrar com você.
Quando Ele chegar aí, por favor,
O encaminhe para a próxima parada. Não O deixe parado.
A mensagem que Ele leva é muito importante e tem que dar a volta ao mundo.

Que Deus te abençoe por transmitir a mensagem.
Caminhando por Jesus.
Diga uma oração e passe a outros.
A nossa missão é amar e espalhar amor pelo mundo.
Desejo ricas bênçãos pra você. Faça a diferença na vida de alguém.
Ore assim:
Senhor!
Esteja à minha frente para me iluminar!
Esteja atrás para me proteger!
Esteja ao meu lado para me amparar! Amém!
Quando repassar ponha em "assunto " o local de onde Ele está partindo.
Deus tem visto suas Lutas
e diz que elas estão chegando ao fim
Uma benção está vindo em sua direção

domingo, novembro 07, 2010

meu marido....cada vez mais me surpreende !


um grande exemplo de companheirismo, amizade profunda e sentimento rico que engrandece nossa existência, num mundo tão áspero e por vezes desumano.
É até inspirador, ler suas palavras de apoio a quem está firme do seu lado e que agora pode contar contigo.
Voce tem minha total admiração e me ajuda a ter esperança de um contigente de seres humanos eloquentes e espirituosos.
Parabens por sua honestidade de propósitos e fidelidade de quem é parte principal de voce mesmo.

domingo, outubro 24, 2010

Sartre,o pai da liberdade


Para Jean-Paul Sartre, a liberdade é a condição ontológica do ser humano. O homem é, antes de tudo, livre. O homem é livre mesmo de uma essência particular, como não o são os objetos do mundo, as coisas. Livre a um ponto tal que pode ser considerado a brecha por onde o Nada encontra seu espaço na ontologia. O homem é nada antes de definir-se como algo, e é absolutamente livre para definir-se, engajar-se, encerrar-se, esgotar a si mesmo.

O tema da liberdade é o núcleo central do pensamento sartriano e como que resume toda a sua doutrina. Sua tese é: a liberdade é absoluta ou não existe. Sartre recusa todo determinismo e mesmo qualquer forma de condicionamento. Assim, ele recusa Deus e inverte a tese de Lutero; para este, a liberdade não existe justamente porque Deus tudo sabe e tudo prevê. Mas como deus não existe, a liberdade é absoluta. E recusa também o determinismo materialista: se tudo se reduzisse à matéria, não haveria consciência e não haveria liberdade. Qual é, então, o fundamento da liberdade? É o nada, o indeterminismo absoluto. Agora entende-se melhor a má fé: a tendência a ser termina sendo a negação da liberdade. Se o fundamento da consciência é o nada, nenhum ser consegue ser princípio de explicação do comportamento humano. Não há nenhum tipo de essência - divina, biológica, psicológica ou social - que anteceda e possa justificar o ato livre. É o próprio ato que tudo justifica. Por exemplo: de certo modo, eu escolho inclusive o meu nascimento. Por que? Se eu me explicasse a partir de meu nascimento, de uma certa constituição psicossomática, eu seria apenas uma sucessão de objetos. Mas o homem não é objeto, ele é sujeito. Isso significa que, aqui e agora, a cada instante, é a minha consciência que está "escolhendo", para mim, aquilo que meu nascimento foi. O modo como sou meu nascimento é eternamente mediado pela consciência, ou seja, pelo nada. A falsificação da liberdade, ou a má fé, reside precisamente na invenção dos determinismos de toda espécie, que põem no lugar do nada o ser.

A liberdade humana revela-se na angústia. O homem angustia-se diante de sua condenação à liberdade. O homem só não é livre para não ser livre, está condenado a fazer escolhas e a responsabilidade de suas escolhas é tão opressiva, que surgem escapatórias através das atitudes e paradigmas de má-fé, onde o homem aliena-se de sua própria liberdade, mentindo para si mesmo através de condutas e ideologias que o isentem da responsabilidade sobre as próprias decisões.

sábado, outubro 23, 2010

Daí saiu o nome Lucy (minha cadela)


Lucy van Pelt é a irmã mais velha de Linus e Rerun na HQ da série Peanuts de Charles Schulz.

Lucy apareceu pela primeira vez em 3 de março de 1952 como um bebê de olhos grandes que constantemente atormentava os pais. Ainda no início, Schulz eliminou os círculos em volta dos olhos dela e permitiu que ela crescesse até alcançar a idade dos outros personagens e rapidamente se tornou familiar a sua personalidade mandona, sarcástica e egoísta.

Personalidade
Ela tem uma forte e predominante personalidade, é muito cínica, grita muito, é impaciente, muito mal humorada e freqüentemente é malvada com os outros personagens da série, particularmente com o irmão Linus e Charlie Brown. Os seus sorrisos e motivos raramente são verdadeiros. Costuma apresentar argumentos sem lógica e as suas perspectivas são sempre egocêntricas, a sua maneira de ver as coisas é única. Lucy gosta de Schroeder, que prefere tocar Beethoven a estar com ela.

Excertos de algumas tiras
Talvez a imagem mais famosa de Lucy seja uma em que ela segura uma bola de futebol americano para que Charlie Brown a chute e tira a bola no último momento, fazendo com que Charlie tenha sempre quedas muito aparatosas. A primeira vez que isto aconteceu foi a 16 de Novembro de 1952, mas repetiu-se algumas vezes e tornou-se um clássico.

Lucy é frequentemente fastigada pelo seu irmão que é mais novo e também mais passivo. Ela enerva-se muitas vezes ao ver Linus sempre agarrado ao seu cobertor tentando por vezes roubá-lo ao irmão e enterrá-lo. Uma vez ela fez um papagaio com o cobertor e "acidentalmente" largou-o. O cobertor voou por todo o país e havia pessoas que escreviam a Linus para lhe dar noticias sobre o seu cobertor. A força aérea acabou por salvá-lo quando este já voava sobre o Oceano Pacífico.

Além de tentar curar o irmão do seu vício (cobertor), Lucy costuma tratar Linus como lixo, sujando os lápis de cor, mudando o canal de televisão ou apagando-a enquanto Linus está a ver, e o forçando a tratá-la com generosas palavras antes de considerar compartilhar comida com ele ("Obrigada, querida irmã, a melhor irmã do mundo, sem a qual eu não poderia sobreviver!"). Lucy também trata a Linus como seu servente pessoal, forçando-o a trazer-lhe um lanche ou algo para beber enquanto ela assiste tv.

Certa vez, Lucy gabava-se de conduzir Linus "como um pianista conduz um piano de cauda", o que não está tão longe da verdade. As tentativas de Linus de se auto-afirmar e resistir à sua irmã tipicamente resultam em derrota verbal ou física. Lucy não esconde o fato de que ela gostaria de ter sido filha única, e já tentou expulsar Linus de casa algumas vezes.

segunda-feira, outubro 18, 2010

É hora de se reclamar !


Além dos problemas já listados , uma coisa que me irrita profundamente são colegas que atrapalham nosso trabalho,sendo extremamente permissivos com os alunos.Por exemplo, eu NÃO permito ouvir música na sala,nem jogar baralho,mas tem colegas que permitem! Então,quando eu vou chamar atenção de um aluno que começa a ouvir música na sala,ele logo diz: "O professor fulano permite!".

Com isso,eu,que sou séria,sou vista como a chata,a desagradável! Acho que a conduta dos professores deveria ser similar! Tem muito professor que está C* & A* para os alunos,para a educação como um todo! Como os alunos ainda não têm maturidade para discernir essas coisas,acham que o professor "maneiro","bonzinho","sangue-bom" é aquele que os deixa zoarem em aula!!!!


Outra coisa é direção que não te dá respaldo. O professor tira o aluno de sala,manda punir e tal e o diretor manda o aluno voltar,tirando toda a autoridade do professor! Diretores que passam a mão na cabeça de aluno!Vamos combater isso!

Plástica Capilar


Conhecido como escova tridimensional ou plástica capilar, esse novo tratamento é a grande esperança de quem ainda luta para manter os cabelos alinhados. Dentre as soluções mais comuns como progressivas, definitivas, inteligentes, cítricas e de chocolate, a escova tridimensional se destaca pela rapidez do processo, pela ausência de substâncias pesadas e pela proteção dos fios.

Ao invés de alisar, a plástica renova o aspecto dos cabelos, dando ares mais saudáveis. Segundo especialista no tratamento, Daisy Fortes, cabeleireira do salão Up Hair Design, localizado nas instalações da Daslu, essa intervenção é feita em três etapas: cicatrização através do calor, recuperação da estrutura interna e blindagem do fio.

Depois de bem lavados, os cabelos passam por um ritual de força, indicado para cabelos em estado de choque, que sofreram desgaste profundo do fio. Essa etapa proporciona nutrição e disciplina por meio de duas ampolas, uma de ceramidas e queratina e outra de nano emulsão com micro gotículas de óleo de abacate e jojoba, ativadas pelo calor do secador. Já secos, os cabelos recebem uma máscara de hidratação. Por fim recebem o creme de reconstrução que cria uma película de proteção, impedindo que o calor do secador e até do sol atinjam os fios e causem danos. A ação conjunta do secador e da prancha blindam os fios.

O resultado imediato desse procedimento é a manutenção do liso e a redução do volume. A aparência dos fios fica bem próxima a do natural do cabelo no seu melhor estado. Mais brilho, mais resistência e muito menos frizz também são coisas que se pode esperar. “Às vezes a cliente chega pedindo para cortar 10 cm com o objetivo de tirar as pontas danificadas. Depois da plástica, eu posso tranquilamente tirar apenas dois”, explica Daisy. Esse é um tratamento indicado para todos os tipos de cabelo e dura até dois meses

domingo, outubro 17, 2010

Roupas em spray

Roupa em spray - a novidade está mexendo com o mundo fashion. Dentro de uma latinha tem um guarda-roupa inteiro. Vestidos, blusas, roupas íntimas - tudo quase pronto para ser usado. Só depende da imaginação, da criatividade e, claro, da pontaria do estilista.

O inventor do spray de roupas é um espanhol, doutor em moda pelo Imperial College de Londres. Manel Torres leva apenas 15 minutos para vestir uma pessoa da cabeça aos pés. E o mais impressionante: o que parece uma pintura vira tecido. Pode ser lavado e usado novamente, várias e várias vezes.

A ideia é permitir que cada pessoa faça sua própria roupa. A partir desse conceito, em vez de calças, camisas, camisetas, vestidos pendurados em cabides, haveria dentro do armário apenas latinhas. Na hora de se vestir é só escolher as cores e criar um estilo sobre o próprio corpo ou usando um manequim.

O segredo industrial, obviamente, Manel não revela de jeito nenhum, mas por alto ele explica que o spray é composto de fibras de lã, algodão ou seda. Essa matéria prima pode ser natural ou sintética. Tudo é bem triturado e misturado com solvente de tinta. Fora da lata, em contato com o corpo de uma pessoa ou sobre um molde qualquer, o produto seca rapidamente. Fica resistente e maleável.

Manel e o sócio dele, Paul Luckham - engenheiro químico e professor do Imperial College -calculam que as latinhas deverão chegar ao mercado, a partir do ano que vem, custando o equivalente a R$ 17. Eles revelaram ainda que essa invenção pode ajudar também no tratamento de machucados, feridas e outros problemas de pele.

“Se misturarmos remédio, como por exemplo antibiótico ou analgésico com as fibras, teremos um poderoso curativo. A ideia é que o produto seja aplicado diretamente sobre a ferida, como uma atadura instantânea”, explica Manel.
Isso é que é inovação e representa uma economia e tanto !

É inexplicável o amor por uma cadelinha


Hoje eu resolvi escrever sobre o amor incondicional pela Lucy.Ela é arteira,hiperativa mesmo,destruiu a casa toda com seus dentinhos afiados.Já foi tentado de tudo para ela não fazer mais essas coisas,mas não adianta...Desafio o Dr.Pet ou o Encantador de cães para adestrá-la.Duvido que consigam.Floral de Bach,Calmavet,ela tira de letra e além do mais não dorme e me tira da cama às 4 e meia da manhã com mordeduras e lambidas.Imagina que agora ela decidiu transformar a minha cama num vaso sanitário(faz xixi) nela.No entanto,apesar de tantos problemas que me causa,inclusive hematomas nas minhas pernas,o que me levou ao médico,pensando em algo mais grave. Mas,eu a amo muito,além da conta.Eu amo a minha Lucy !

sexta-feira, outubro 15, 2010

Homenagem aos professores

O Professor
(Tânia Maya / Composição: Celso Viáfora)

Quem com pó de giz
Um lápis e apagador
Deu o verbo a Vinícius
Machado de Assis, Drummond?

Quem ensinou piano ao Tom?
Quem pôs um lápis de cor
Nos dedos de Portinari,
Picasso e Van Gogh?
Quem foi que deu asas a
Santos Dumont?

Crianças têm tantos dons
Só que, às vezes, não sabem
Quantos só se descobrem
Porque o mestre enxergou
e incentivou...

É, só se faz um país com professor
Um romance, um croquis, com professor
Um poema de amor, dim dim
Um país pra ensinar seus jovens eh
É, só se faz...
Um romance, um croquis, com professor
Um poema de amor, dim dim...

terça-feira, outubro 12, 2010

muito legal essa notícia


Em agosto, a revista Time publicou uma das capas mais ousadas de sua história. Mostrava a bela jovem Aisha, de 18 anos, mutilada por seu marido, um talibã “ofendido em sua honra”, no Afeganistão. A visão do rosto jovem desfigurado causava um misto de repulsa e pena, mas era sem dúvida uma denúncia poderosa das condições terríveis a que mulheres podem ser submetidas no regime talibã.

O blog 7×7 publicou um post sobre o assunto e informou que ela tinha embarcado para os Estados Unidos para uma cirurgia, com o objetivo de reconstituir seu nariz e orelhas, arrancados quando tentou fugir do marido arranjado por sua família.

Agora, ela posou para a imprensa internacional com uma prótese temporária, enquanto aguarda uma solução mais permanente, que exige cirurgia.

Aisha sorriu. Um sorriso doce. (as fotos estão acima)

Nesses momentos, eu penso por que todos nós às vezes reclamamos e nos deprimimos por motivos absolutamente fúteis. O sorriso dessa moça – e seu claro orgulho por finalmente poder parecer uma pessoa normal, sem provocar no próximo um olhar de choque – é comovente.

A prótese dá uma ideia de como Aisha ficará após a operação. Quem está financiando a cirurgia é a Fundação Grossman Burn, com sede em Los Angeles.

Seu sobrenome nunca foi revelado. Sua história, sim, para o mundo inteiro. E é aterradora e revoltante. Aisha foi dada pelo pai a um terrorista Talibã quando tinha apenas 12 anos de idade, pouco mais que uma criança. Foi vendida em troca de uma dívida. A família do marido dela a forçou a dormir no estábulo com os animais. E, anos depois, quando a menina tentou fugir de um cotidiano de humilhações, seu marido a perseguiu e, como castigo, a mutilou. Ela desmaiou e, no meio da noite, despertou em meio a um líquido viscoso. “Quando abri meus olhos, não podia enxergar nada, por causa do sangue”, declarou à repórter da CNN Atia Abawi.

Aisha foi abandonada na montanha. Achavam que ela morreria. Mas ela conseguiu, apesar de terrivelmente ferida, chegar à casa de seu avô. E foi tratada durante dez semanas num posto médico administrado por americanos. Transportada para um refúgio secreto em Cabul, capital do Afeganistão, foi levada enfim para os Estados Unidos, abrigada por uma família americana.


Espera-se que sua reabilitação dure cerca de oito meses.

O menino (recado de uma professora às crianças)


Um menino entra na lojinha de animais
e pergunta o preço dos filhotes à venda.

- Entre 30 e 50 dólares, respondeu o dono.

O menino puxou uns trocados do bolso e disse:
- Mas, eu só tenho 3 dólares...
- Poderia ver os filhotes?

O dono da loja sorriu e chamou Lady, a mãe dos cachorrinhos, que veio correndo, seguida de cinco bolinhas de pêlo. Um dos cachorrinhos vinha mais atrás, com dificuldade, mancando de forma visível.

O menino apontou aquele cachorrinho e perguntou:
- O que é que há com ele?

O dono da loja explicou que o veterinário tinha examinado e descoberto que ele tinha um problema na junta do quadril - mancaria e andaria devagar para sempre.

O menino se animou e disse com enorme alegria no olhar:
- Esse é o cachorrinho que eu quero comprar!

O dono da loja respondeu:
- Não, você não vai querer comprar esse. Se quiser realmente ficar com ele, eu lhe dou de presente.

O menino emudeceu e, com os olhos marejados de lágrimas, olhou firme para o dono da loja e falou:
- Eu não quero que você o dê para mim. Aquele cachorrinho vale tanto quanto qualquer um dos outros e eu vou pagar tudo. Na verdade, eu lhe dou 3 dólares agora e 50 centavos por mês, até completar o preço total.

Surpreso, o dono da loja contestou:
- Você não pode querer realmente comprar este cachorrinho. Ele nunca vai poder correr, pular e brincar com você e com os outros cachorrinhos.

O menino ficou muito sério, acocorou-se e levantou lentamente a perna esquerda da calça, deixando à mostra a prótese que usava para andar...
Olhou bem para o dono da loja e respondeu:
- Veja... não tenho uma perna... Eu não corro muito bem e o cachorrinho vai precisar de alguém que entenda isso.

Às vezes desprezamos as pessoas com que convivemos todos os dias, por causa dos seus "defeitos", quando na verdade somos tão iguais ou pior do que elas.

Desconsideramos que essas mesmas pessoas precisam apenas de alguém que as compreendam e as amem, não pelo que elas poderiam fazer, mas pelo que realmente são.

Amar a todos é difícil, mas não impossível.












quarta-feira, outubro 06, 2010

O diálogo é muito importante nessas horas !


Mesmo com uma vida mais conturbada, cheia de compromissos, é fundamental para o sucesso dos filhos que seus pais os acompanhem na escola. Não basta levar e buscar a criança ou o adolescente, mas dispensar algum tempo para conversar com alguns professores, cumprimentar as pessoas que convivem com os pequenos, buscar informações.

Crianças e adolescentes com pais que participam de sua vida escolar tendem a obter melhores resultados do que aqueles em que os pais nunca participam.

Na escola, é importante que os pais participem das reuniões, freqüentem as festas, leiam a agenda escolar dos mesmos, acompanhando todos os recados, busquem soluções para eventuais problemas.

Em casa, os pais devem conversar com os filhos sobre as aulas, se estão com alguma dificuldade ou problema, trocando informações importantes com estes, demonstrando interesse por seus estudos e das expectativas que possuem.

Devem ouvir com interesse o que a criança ou jovem tem a dizer a respeito de sua vida escolar, principalmente quando relatam os fatos ocorridos.

Olhar as tarefas e orientar quando necessário, ajudar em trabalhos e pesquisas, se dispor diante das responsabilidades dos mesmos, é demonstrar atenção e ensinar a levar a vida escolar de forma séria.

Outro aspecto a ser levado em consideração é quanto à saúde dos filhos. Os cartões de vacinação devem estar sempre em dia, pois qualquer problema prejudica o aprendizado. Alguns problemas de saúde não são visíveis aos olhos, como as verminoses, por exemplo, que podem deixar os estudantes sem estímulos, com preguiça, sono e cansaço excessivo.

Tais atitudes fazem com que os jovens estudantes sintam-se estimulados, pois percebem que os pais valorizam seu esforço.

domingo, setembro 26, 2010

Pra que serve a avaliação?

Uma questão que parece não ter uma resposta clara é para que serve uma avaliação. Ao menos na área da educação formal. Avaliar é um recurso que é usado constantemente, até para decidirmos a roupa que será usada em determinado dia. Por alguns critérios, como temperatura e tipo de compromisso, optamos por uma vestimenta ou outra. Isso, para que as coisas tenham chance de funcionar de maneira mais certeira.

Na escola, a prova sempre foi um instrumento usado para se decidir quanto um aluno aprendeu: determina-se com ela o valor da aprendizagem. E muitas vezes para por aí. Informa-se o aluno se ele sabe muito, o suficiente, pouco ou nada – tendo ele que se virar sozinho (ou com apoio da família) para mudar a situação caso ela não ande bem. Em alguns casos, não vai além de colocá-lo no lugar daquele que não aprende mesmo. Para os que vão bem, a recompensa é a nota.

E as avaliações têm continuado: Prova Brasil, Enem, Saresp e outras mais que vão surgindo e avaliam o aluno. Agora, alguns estados brasileiros têm usado as notas dessas provas para avaliarem também os professores. Incluíram outros critérios como número de faltas dos docentes, aprovação dos alunos, o nível socioeconômico e outros. Cada estado acaba usando os seus próprios.

Para os professores que se saem bem, há um reconhecimento bastante significativo em todos os estados. E merecido, diga-se de passagem – algum tipo de bônus financeiro. Significativo e merecido por ser uma classe, o professor da rede pública, que ganha mal e com péssimas condições de trabalho.

Você sabe o que é amar ?


Estou aprendendo a aceitar as pessoas,
mesmo quando elas me desapontam.
Quando fogem do ideal que tenho para elas, quando me ferem com palavras ásperas ou ações impensadas.

É difícil aceitar as pessoas assim como elas são, não como eu desejo que elas sejam.
É difícil, muito difícil, mas estou aprendendo.

Estou aprendendo a amar.

Estou aprendendo a escutar, escutar com os olhos e ouvidos, escutar com a alma e com todos os sentidos.

Escutar o que diz o coração, o que dizem os ombros caídos, os olhos, as mãos irrequietas.

Escutar a mensagem que se esconde entre as palavras corriqueiras, superficiais; descobrir a angústia disfarçada, a insegurança mascarada, a solidão encoberta.

Penetrar o sorriso fingido, a alegria simulada,
a vangloria exagerada.

Descobrir a dor de cada coração.

Aos poucos, estou aprendendo a amar.

Estou aprendendo a perdoar. Pois o amor perdoa, lança fora as mágoas, e apaga as cicatrizes que a incompreensão e insensibilidade gravaram no coração ferido. O amor não alimenta mágoas com pensamentos dolorosos. Não cultiva ofensas com lástimas e autocomiseração. O amor perdoa e esquece, extingue todos os traços de dor no coração.

Passo a passo estou aprendendo a perdoar, a amar.
Estou aprendendo a descobrir o valor que se encontra dentro de cada vida, de todas as vidas. Valor soterrado pela rejeição, pela falta de compreensão, carinho e aceitação, pelas experiências vividas ao longo dos anos.

Estou aprendendo a ver nas pessoas a sua alma e as possibilidades que Deus lhe deu.

Estou aprendendo. Mas como é lenta a aprendizagem.
Como é difícil amar. Todavia, tropeçando, errando, estou aprendendo.

Aprendendo a pôr de lado as minhas próprias dores, meus interesses, minha ambição, meu orgulho quando estes impedem o bem-estar e a felicidade de alguém.

Como é duro amar. Eu estou aprendendo.

E você? Sabe amar?





sábado, setembro 25, 2010

Sábado com preguiça de escrever

lindo

Sei que sempre ficará
Algo de mim em ti
E algo de ti em mim
Como na tela o amanhecer
Que o pintor imortalizou.
E se ficam vivas nuanças
Das cores que a vida inventou,
Há um mistério que não se diz,
Escondido,
Em qualquer parte desse matiz.
E como nos versos inacabados
Que o poeta renunciou,
Fica essa aquarela,
Atraente e bela,
Pintada com cores do pranto,
Com esse lado, indecifrável,
Que o pintor deixou em branco



por Letícia Thompson

Escolha bem seus candidatos


Há tempos que a sociedade discute e critica os péssimos rumos da política nacional. Além de inúmeros escândalos, a corrupção está impregnada em todas as esferas do poder público.

Poder esse que ainda deixa muito a desejar no trato com o povo, que ainda nos dias de hoje agoniza nas filas dos hospitais, vê suas crianças sem escola de qualidade, sobrevive em meio à insegurança e, pasmem, ainda sofre com a falta de saneamento básico em vários pontos do País, incluindo asgrandes cidades.

E o reflexo disso é, por um lado, uma descrença e desinteresse por boa parte das pessoas e, por outro, candidatos que representam com sua própria candidatura um manifesto debochado do eleitorado. Uma realidade que preocupa, principalmente por quem quer ser visto como uma nação séria e desenvolvida.

Em São Paulo, maior colégio eleitoral do País, o personagem Tiririca está figurando como um fenômeno das urnas, podendo receber 900 mil votos, segundo previsão do Ibope. Com o slogan “pior que está não fica”, Tiririca é um dos exemplos clássicos da atual percepção do povo em relação à política nacional.

Um protesto com a cara do brasileiro, mas perigoso, pois estamos elegendo não o síndico de um prédio, mas pessoas que terão o poder de conduzir o País. A menos de 10 dias do pleito, fica o convite para que todos possam refletir sobre o assunto e pesquisar com afinco os candidatos no intuito de fazer a melhor escolha.

Não a melhor para si, mas a de melhor qualidade e que represente, efetivamente, uma visão responsável ao bem coletivo. Precisamos entender o significado do voto, o poder que ele possui e as consequências que ele traz para toda a sociedade.

quarta-feira, setembro 22, 2010

É para irritar ou ficar nervoso ?


Havia certa vez um homem voando com seu balão, por um lugar
desconhecido. Ele estava completamente perdido, e qual grande foi sua
surpresa quando encontrou uma pessoa... Ao reduzir um pouco a altitude do
balão, em uma distância de 10m aproximadamente, ele gritou para a pessoa:*
*- Hei, você aí , aonde eu estou? E então a jovem respondeu:
- Você está num balão a 10 m de altura!
Então o homem fez outra pergunta:
- Você é professora, não é?
A moça respondeu:
- Sim...puxa! Como o senhor adivinhou?
E o homem:
- É simples, Você me deu uma resposta tecnicamente correta, mas que não me
serve para nada...
Então a professora pergunta:
- O senhor é o secretário da educação, não é?
E o homem:
- Sou...Como você adivinhou???

E a Professora:
- Simples: o senhor está completamente perdido, não sabe fazer nada, fica
inventando moda e ainda quer colocar a culpa no professor. *

sábado, setembro 18, 2010

Brasileiro reclama demais !



Brasileiro reclama de quê, afinal?

Tá " Reclamando do Lula? do Serra? da Dilma? do Arrruda? do Sarney? do Collor? Do Renan? do Palocci? do Delubio? Da Roseanne Sarney? Dos politicos distritais de Brasilia? do Jucá? do Kassab? dos mais 300 picaretas do Congresso? E você?



Brasileiro Reclama De Quê?

O Brasileiro é assim:

1. - Saqueia cargas de veículos acidentados nas estradas.

2. - Estaciona nas calçadas, muitas vezes debaixo de placas proibitivas.

3. - Suborna ou tenta subornar quando é pego cometendo infração.

4. - Troca voto por qualquer coisa: areia, cimento, tijolo, dentadura.

5. - Fala ao celular enquanto dirige.

6. -Trafega pela direita nos acostamentos num congestionamento.

7. - Para em filas duplas, triplas em frente às escolas.

8. - Viola a lei do silêncio.

9. - Dirige após consumir bebida alcoólica.

10. - Fura filas nos bancos, utilizando-se das mais esfarrapadas
desculpas.

11. - Espalha mesas, churrasqueira nas calçadas.

12. - Pega atestados médicos sem estar doente, só para faltar ao
trabalho.

13. - Faz " gato " de luz, de água e de tv a cabo.


14. - Registra imóveis no cartório num valor abaixo do comprado,
muitas vezes irrisórios, só para pagar menos impostos.

15. - Compra recibo para abater na declaração do imposto de
renda para pagar menos imposto.

16. - Muda a cor da pele para ingressar na universidade através
do sistema de cotas.

17. - Quando viaja a serviço pela empresa, se o almoço custou 10
pede nota fiscal de 20.

18. - Comercializa objetos doados nessas campanhas de catástrofes.

19. - Estaciona em vagas exclusivas para deficientes.

20. - Adultera o velocímetro do carro para vendê-lo como se
fosse pouco rodado.

21. - Compra produtos pirata com a plena consciência de que são
pirata.

22. - Substitui o catalisador do carro por um que só tem a casca.

23. - Diminui a idade do filho para que este passe por baixo da
roleta do ônibus, sem pagar passagem.

24. - Emplaca o carro fora do seu domicílio para pagar menos IPVA.

25. - Frequenta os caça-níqueis e faz uma fezinha no jogo de bicho.

26. - Leva das empresas onde trabalha, pequenos objetos como
clipes, envelopes, canetas, lápis.... como se isso não fosse roubo. 17 set (1 dia atrás) ✿。◕‿◕By Angell"s
continuando


27. - Comercializa os vales-transporte e vales-refeição que
recebe das empresas onde trabalha.

27. - Falsifica tudo, tudo mesmo... só não falsifica aquilo que
ainda não foi inventado.



28- Mente a idade para tomar vacina que o governo estipulou faixa etária,para poder atender os mais criticos.



30. - Quando volta do exterior, nunca diz a verdade quando o
fiscal aduaneiro pergunta o que traz na bagagem.

31. - Quando encontra algum objeto perdido, na maioria das vezes
não devolve.

32- Mente idade dos filhos para pagar mais barato em estabelecimentos como parques e cinemas.

33- Percebe que a moça do caixa se atrapalhou e deu troco a mais ou deixou de cobrar algo e finge que não percebeu.Ainda sai contando vantagem para todo mundo.

E quer que os políticos sejam honestos...

Escandaliza- se com a farra das passagens aéreas...

Esses políticos que aí estão saíram do meio desse mesmo povo ou não?

(Cada povo tem o governo que merece)

E é a mais pura verdade, isso que é o pior! Então sugiro adotarmos uma
mudança de comportamento, começando por nós mesmos, onde for necessário! Vamos dar o bom exemplo!

Espalhe essa idéia!

A mudança deve começar dentro de nós, nossas casas, nossos valores, nossas atitudes
e assim provavelmente, um dia teremos politicos melhores! ANTES Q OS AMIGOS ME CRITIQUEM...

terça-feira, setembro 07, 2010

Poluição na Baía de Guanabara


“A gente encontra de tudo nas margens: plástico, metal, restos de móveis, até eletrodomésticos. Infelizmente parece que tudo que as pessoas não querem mais vai para lá”, enumera Sérgio de Oliveira, 68 anos, que há 5 trabalha coletando material reciclável na Baía. Conforme estudo elaborado pelo engenheiro hidráulico Jorge Paes Rios, o lixo não coletado ou lançado em aterros clandestinos tem como destino final a Baía, que também recebe todos os dias pelo menos 800 litros de chorume — líquido altamente poluente, produzido durante a decomposição do lixo.

“A situação é crítica. Os municípios do Rio e de Niterói são os que têm melhor atendimento de serviços de coleta, tratamento e destinação final dos resíduos. Mesmo assim, nem toda a área municipal é coberta de forma satisfatória. Os aterros existentes, de modo geral, não apresentam condições mínimas de operação, comprometendo o lençol freático e trazendo problemas sanitários para as populações situadas no entorno. Boa parte do lixo é coletada de forma deficiente e depositada inadequadamente, representando também grande carga poluente para os rios da região, que escoam para a Baía”, explica o especialista

segunda-feira, setembro 06, 2010

Sermão da montanha


O Sermão da montanha (*versão para educadores*)
Naquele tempo, Jesus subiu a um monte seguido pela multidão e, sentado sobre uma grande pedra, deixou que os seus discípulos e seguidores se aproximassem.
Ele os preparava para serem os educadores capazes de transmitir a lição da Boa Nova a todos os homens.
Tomando a palavra, disse-lhes:
- "Em verdade, em verdade vos digo:
Felizes os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus.
Felizes os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados.
Felizes os misericordiosos, porque eles..."]

Pedro o interrompeu:
- Mestre, vamos ter que saber isso de cor?
André perguntou:
- É pra copiar?
Filipe lamentou-se:
- Esqueci meu papiro!
Bartolomeu quis saber:
- Vai cair na prova?
João levantou a mão:
- Posso ir ao banheiro?
Judas Iscariotes resmungou:
- O que é que a gente vai ganhar com isso?
Judas Tadeu defendeu-se:
- Foi o outro Judas que perguntou!
Tomé questionou:
- Tem uma fórmula pra provar que isso tá certo?
Tiago Maior indagou:
- Vai valer nota?
Tiago Menor reclamou:
- Não ouvi nada, com esse grandão na minha frente.
Simão Zelote gritou, nervoso:
- Mas porque é que não dá logo a resposta e pronto!?
Mateus queixou-se:
- Eu não entendi nada, ninguém entendeu nada!

Um dos fariseus, que nunca tinha estado diante de uma multidão nem ensinado nada a ninguém, tomou a palavra e dirigiu-se a Jesus, dizendo:
- Isso que o senhor está fazendo é uma aula? Onde está o seu plano de curso e a avaliação diagnóstica? Quais são os objetivos gerais e específicos? Quais são as suas estratégias para recuperação dos conhecimentos prévios?


Caifás emendou:
- Fez uma programação que inclua os temas transversais e atividades integradoras com outras disciplinas? E os espaços para incluir os parâmetros
curriculares gerais? Elaborou os conteúdos conceituais, processuais e atitudinais?
Pilatos, sentado lá no fundão, disse a Jesus:
- Quero ver as avaliações da primeira, segunda e terceira etapas e reservo-me o direito de, ao final,aumentar as notas dos seus discípulos para que se cumpram as promessas do Imperador de um ensino de qualidade. Nem pensar em números e estatísticas que coloquem em dúvida a eficácia do nosso projeto. E vê lá se não vai reprovar alguém! Lembre-se que você ainda não é professor titular...

domingo, setembro 05, 2010

As imagens falam por si só


Uma história surreal


Diz a lenda que havia uma imensa floresta onde viviam milhares de animais, aves e insetos. Certo dia uma enorme coluna de fumaça foi avistada ao longe e, em pouco tempo, embaladas pelo vento, as chamas já eram visíveis por uma das copas das árvores. Os animais assustados diante da terrível ameaça de morrerem queimados, fugiam o mais rápido que podiam, exceto um pequeno beija-flor. Este passava zunindo como uma flecha indo veloz em direção ao foco do incêndio e dava um vôo quase rasante por uma das labaredas, em seguida voltava ligeiro em direção a um pequeno lago que ficava no centro da floresta. Incansável em sua tarefa e bastante ligeiro, ele chamou a atenção de um elefante, que com suas orelhas imensas ouviu suas idas e vindas pelo caminho, e curioso para saber porquê o pequenino não procurava também afastar-se do perigo como todos os outros animais, pediu-lhe gentilmente que o escutasse, ao que ele prontamente atendeu, pairando no ar a pequena distância do gigantesco curioso.
– Meu amiguinho, notei que tem voado várias vezes ao local do incêndio, não percebe o perigo que está correndo? Se retardar a sua fuga talvez não haja mais tempo de salvar a si próprio! O que você está fazendo de tão importante?
– Tem razão senhor elefante, há mesmo um grande perigo em meio aquelas chamas, mas acredito que se eu conseguir levar um pouco de água em cada vôo que fizer do lago até lá, estarei fazendo a minha parte para evitar que nossa mãe floresta seja destruída.
Em menos de um segundo o enorme animal marchou rapidamente atrás do beija-flor e, com sua vigorosa capacidade, acrescentou centenas de litros d’água às pequenas gotinhas que ele lançava sobre as chamas.
Notando o esforço dos dois, em meio ao vapor que subia vitorioso dentre alguns troncos carbonizados, outros animais lançaram-se ao lago formando um imenso exército de combate ao fogo.
Quando a noite chegou, os animais da floresta exaustos pela dura batalha e um pouco chamuscados pelas brasas e chamas que lhes fustigaram, sentaram-se sobre a relva que duramente protegeram e contemplaram um luar como nunca antes haviam notado.
Quando a noite chegou, os animais da floresta exaustos pela dura batalha e um pouco chamuscados pelas brasas e chamas que lhes fustigaram, sentaram-se sobre a relva que duramente protegeram e contemplaram um luar como nunca antes haviam notado.


Diante da atual conjuntura por que passa a educação e a situação dos docentes, quando será que cada professor se transformará num "beija-flor". Caso isso não aconteça será o fim da educação pública de qualidade?

quinta-feira, setembro 02, 2010

Apologia à Lucy


Eu nunca tive cachorro, propriamente dito. Sempre foi minha mãe quem teve. Cachorro e gato. Se eles se iam, logo apareciam outros pra substituir, mesmo que cada um tivesse seu lugar em nossas memórias, até os dias de hoje. O caso mais marcante com certeza foi o de Murdock, que já relatei aqui.

Já se ia bem uns 10 anos que eu não sabia o que era ter um bicho de estimação por perto quando Lia (minha esposa) cismou que queria ter um. E quando ela cisma...`

Vasculhou a internet à procura de um maltês ou poodle toy, já que para ficar em apartamento seria bom que fosse pequeno. Ou apenas porque ela queria que fosse sempre como um filhote. Não sei.

Eu já estava surtando com suas constantes procuras que eram sempre frustradas ou pelo preço exorbitante ou pela impossibilidade causada pela distância onde se encontrava algum com um preço razoável. Nas pet shops próximas, os preços eram obscenos.

Tudo ia muito bem, com ela falando constantemente que queria um cachorro, queria um cachorro, queria um cachorro e... queria um cachorro, quando fomos ao Botafogo Praia Shopping, como sempre fazíamos e, assim que saímos pela porta que dava na direção da praia, uma moça estava vendendo alguns filhotes. Nós mesmos já havíamos passado por ali justamente procurando alguém que estivesse vendendo, como acontecia algumas vezes, porém sem sucesso. Neste dia não estávamos procurando.

A moça tinha vários filhotes, aparentemente de raça, em uma caixa de papelão. Era noite, estava um pouco frio. A maioria deles estava acordada, acesos. Lucy dormia encolhida bem no canto da caixa. Foi amor à primeira vista.

Perguntamos a raça e a moça disse que era poodle toy. Acho que Lia teria dado 1.000 reais se tivesse, mas não era tudo isso. A moça disse o preço e não tínhamos o dinheiro, que só serviria ao vivo e a cores, claro. O caixa eletrônico mais perto ficava a algumas quadras. Bom, tive de correr. E eu não estou acostumado a correr. Mas fui mesmo assim.

Cheguei, colocando os bofes pra fora, no caixa eletrônico, saquei e voltei de táxi, claro. Não queria ter uma síncope. Levamos Lucy pra casa, que ganhou seu nome no caminho. Lembrei da Lucy Van Pelt, de Peanuts. Mal sabia eu como ela faria jus a homenagem.

As semanas foram passando e começamos a perceber que Lucy não era toy e provavelmente nem mesmo poodle. Pelo menos não pura. Mas isso não importava mais. Parece que, como casal, estamos fadados a sermos enganados constantemente. Quem, depois de se apegar, vai querer trocar uma criatura que dá tanta alegria.

Alegria e mordidas. Conforme crescia, mais peralta ia ficando. Me mordia (e morde) achando que é brincadeira, mesmo que arranque meu sangue. Qualquer visita que chega ela faz festa como se fosse ter um ataque do coração. Parece que cada pessoa, pra ela, é única e especial, e ela age de acordo. Ainda bem que ela não morde quem não conhece, só a mim, a Lia, e a tia da minha esposa, com quem ela já tem intimidade.

Depois de todas as vacinas ela pôde começar a passear de coleira, na rua. Isso foi um novidade não só pra ela, mas pra nós também. Ela não passeia como os outros cães. Ela quer cheirar cada canto, como geralmente os cães fazem, só que é CADA CANTO mesmo. Às vezes por causa da urina de outros cães, às vezes porque sente qualquer outro cheiro.

E, assim como faz com as pessoas que chegam ao apartamento, na rua ela quer fazer festa com cada pedestre, como se todos gostassem disso. Num bairro movimentado como o nosso, isso cria situações engraçadas e/ou embaraçosas.

Algumas vezes eu simplesmente não consigo segurar o riso, mesmo quando a pessoa passa reto sem dar atenção. Lucy se põe sobre as duas patas e começa a pular na direção da pessoa. Isso porque eu a seguro, para que ela não vá onde não a querem. Então ela fica em pé devido à coleira e começa a pular como uma maluquinha e eu desato a rir.

Ainda bem que algumas pessoas gostam e ficam encantados com a festa que ela faz, pulando em cima delas, depois de um lado pro outro, como se estivesse preparando o bote. Ela fica feliz quando alguém corresponde e isso carrega a pilha Duracell eterna que ela tem dentro de si.

Se saímos por 5 minutos e voltamos, Lucy faz festa como se tivéssemos ficado fora por uma semana. Ela sabe fazer você se sentir querido.

Indisplinada, mordedora (dos donos), bagunceira, destruidora, dá atenção aos brinquedos apenas por alguns minutos, depois volta para nos morder. Às vezes é preciso deixar ela de castigo (como está neste momento), para que não morda e puxe as tomadas pela casa. Nessas horas ela simplesmente se conforma e deita.

Já tentamos todas as dicas para discipliná-la, mas nada funciona. Mas não importa. Ela leva um nome ao qual faz jus, deve ser isso.

Em certos momento do dia, Lucy dá a loucura da disparada, como se tivesse acumulado muita energia e precisasse gastar tudo de uma vez só. Ela começa a correr pelo apartamento como uma louca. Vai até a cozinha, depois pra sala, daí pro quarto, tudo em questão de segundos. Se eu entro na brincadeira, a coisa fica mais rápida. Numa dessas eu a filmei e fiz o vídeo acima.

Postei no Youtube, sem som, pois minha voz é horrível. Depois de postado, fiquei assistindo e me deu um clique. Tinha uma música, um tema, que eu poderia tentar colocar ali, que combinava perfeitamente. O Tema do Cavaleiro Solitário. The Lone Ranger, o seriado, aqui conhecido como Zorro.

Não sei nada de edição de vídeos, então, com o pouco que sei, apenas peguei o vídeo e juntei com a música, cortando o vídeo no tamanho da música. Agora toda vez que vejo caio na gargalhada ao ver como algumas partes caíram perfeitamente, como se eu tivesse planejado isso. Um exemplo é quando o locutor fala "The Looone Ranger" a primeira vez e ela pára, e olha pros lados, como se o escutasse. Eu racho de rir.

Nesse exato momento ela está dormindo, depois de aprontar, tentando puxar as tomadas da TV. Nem parece o diabinho em pessoa.

Bons sonhos caninos.
Redigido por Eudes Honorato - meu marido
post no Rapadura Açucarada





sábado, agosto 21, 2010

Recebi,li e me emocionei.É triste !



DIÁRIO DE UM CÃO





1ª Semana
- Hoje completei uma semana de vida. Que alegria ter chegado a este mundo!

1º Mês
- Minha mamãe cuida muito bem de mim. È uma mãe exemplar!

2 Meses
- Hoje me separaram de minha mamãe. Ela estava muito inquieta e, com seu olhar, disse-me adeus. Espero que a minha nova “família humana” cuide tão bem de mim como ela o fez.

4 Meses
- Cresci rápido; tudo me chama a atenção. Há várias crianças na casa e para mim são como “irmãozinhos”. Somos muito brincalhões, eles me puxam o rabo e eu os mordo de brincadeira.

5 Meses
- Hoje me deram uma bronca. Minha dona me bateu porque fiz “pipi” dentro de casa. Mas nunca haviam ensinado onde deveria fazê-lo. Além do que, durmo no hall de entrada. Não deu para agüentar.

8 Meses
- Sou um cão feliz! Tenho o calor de um lar; sinto-me tão seguro, tão protegido ... Acho que a minha família humana me ama e me consente muitas coisas. O pátio é todinho para mim e, as vezes, me excedo, cavando na terra como meus antepassados, os lobos
quando escondiam a comida. Nunca me educam. Deve ser correto tudo o que faço!

12 Meses
- Hoje completo um ano. Sou um cão adulto. Meus donos dizem que cresci mais do que eles esperavam. Que orgulho devem ter de mim !!

13 Meses
- Hoje me acorrentaram e fico quase sem poder movimentar-me até onde tem um raio de sol ou quando quero alguma sombra. Dizem que vão me observar e que sou ingrato. Não compreendo nada do que esta acontecendo.

15 Meses
- Já nada é igual... Moro na varanda. Sinto-me muito só.
Minha família já não me quer! Às vezes esquecem que tenho fome e sede.
Quando chove, não tenho teto que me abrigue.

16 Meses
- Hoje me desceram da varanda. Estou certo de que minha família me perdoou. Eu fiquei tão contente que pulava com gosto. Meu rabo parecia um ventilador. Além disso, vão levar-me a passear em sua companhia! ... Direcionamo-nos para a rodovia e, de repente, pararam o automóvel.
Abriram a porte e eu desci feliz, pensando que passaríamos nosso dia no campo.
Não compreendo porque fecharam a porta e se foram. “Ouçam, Esperem!”, lati... se esqueceram de mim... Corri atrás do carro com todas as minhas forças.
Minha angústia crescia ao perceber que quase perdia o fôlego e eles não paravam.
Haviam me esquecido.

17 Meses
- Procurei em vão achar o caminho de volta ao lar.
Estou e sinto-me perdido! No meu caminho existem pessoas de bom coração que me olham com tristeza e me dão algum alimento. Eu lhes agradeço com o meu olhar, desde o fundo de minha alma. Eu gostaria que me adotassem, seria legal como ninguém!
Mas somente dizem: “pobre cãozinho, deve ter-se perdido”

18 Meses
- Um dia destes, passei perto de uma escola e ví muitas crianças e jovens como meus “irmãozinhos”. Aproximei-me e um grupo deles, rindo, me jogou uma chuva de pedras para ver quem tinha a melhor pontaria. Uma dessas pedras feriu-me o olho e desde então, não enxergo com ele.

19 Meses
- Parece mentira!
Quando estava mais bonito, tinham compaixão de mim. Já estou muito fraco; meu aspecto mudou. Perdi o meu olho e as pessoas me mostram a vassoura quando pretendo deitar-me numa pequena sombra.

20 Meses
- Quase não posso mover-me! Hoje, ao tentar atravessar a rua por onde passam os carros, um me jogou! Eu estava no lugar seguro chamado “calçada”, mas nunca esquecerei o olhar de satisfação do condutor, que até se vangloriou por me atingir. Quisera que me tivesse matado! Mas só me deslocou as cadeiras! A dor é terrível!
Minhas patas traseiras não me obedecem e, com dificuldade, arrastei-me até a relva, na beira do caminho.
Faz dez dias que estou embaixo do sol, da chuva, do frio, sem comer.
Já não posso mexer-me! A dor é insuportável! Sinto-me muito mal; fiquei num lugar úmido e parece que até o meu pelo está caindo...
Algumas pessoas passam e nem me vêem; outras dizem: “não chegue perto”. Já estou quase inconsciente.
Mas alguma força estranha me faz abrir os olhos. A doçura de sua voz me fez reagir. “Pobre cãozinho, olha como te deixaram”, dizia...
Junto com ela estava um senhor de avental branco. Começou a tocar-me e disse: “Sinto muito senhora, mas este cão já não tem remédio. É melhor que pare de sofrer.”
A gentil dama, com as lágrimas rolando pelo rosto, concordou.
Como pude, mexi o rabo e olhei-a, agradecendo-lhe que me ajudasse a descansar.
Somente senti a picada da injeção e dormi pensando em porque tive que nascer se ninguém me queria.
Pensando ter encontrado meu descanso final, acordei em um novo lar ao lado daquela Dama solitária, e pude perceber que Deus me deu uma nova chance.
Hoje tenho o amor desta linda mulher que me trata como se fosse seu filho, mas a mágoa pela vida ficou.
Nem todos os meus “irmãos” têm esta chance de “Viver Novamente”.
Este é o mundo em que “vivemos”.

Ajude a abrir a consciência dos ignorantes e, assim, poder acabar com os maus tratos aos animais, especialmente com o problema de cães de rua.




domingo, agosto 01, 2010

Momentos de reflexão


Morte na empresa: Certa vez uma empresa de grande porte esta em situação muito difícil. As vendam iam mal, os trabalhadores estavam desmotivados, os balanços há meses não saiam do vermelho. Era preciso fazer algo para reverter o caos, saídas pareciam não existir e ninguém assumia qualquer coisa que pudesse ajudar a solucionar o problema. Pelo contrário, todos reclamavam, ninguém queria trabalhar e uns agrediam os outros.
Alguém devia tomar a iniciativa para reverter aquele processo. Um dia, que surpresa! Ao chegarem para trabalhar os funcionários encontraram na portaria um cartaz enorme no qual estava escrito: "Ontem faleceu a pessoa que impedia o seu crescimento e o da empresa. Você está convidado para o velório no salão de festas".
No início, todos se entristeceram com a morte de alguém, mas logo, ficaram curiosos para saber que estava impedindo o crescimento da empresa e a alegria de todos. Conforme as pessoas iam se aproximando do caixão, a expectativa aumentava. Alguns deixaram escapar o que estavam pensando: "Ainda bem que este infeliz morreu!"
Um a um, aproximavam-se do caixão, olhavam o defunto e engoliam em seco. Olhavam de novo e manifestavam um ar de esperança, mas não diziam uma palavra. Como se tivessem sido atingidos no fundo da alma, todos saíam pensativos. Alguns que eram analfabetos ficavam ainda mais perturbados.
Pois bem! Certamente você já adivinhou que no visor do caixão havia um espelho. Porém você não entendeu por que os analfabetos ficavam mais perturbados.
É que no fundo do espelho, havia um mistério, era uma frase dourada, gravada, não por mãos humanas, que dizia:
"Desde o início esta empresa era sua, você porém preferiu ser um simples trabalhador. De Agora em diante não haverá mais patrão e empregados será verdadeiramente sua, então os seus lucros ou prejuízos são partilhados entre todos".
... E o que antes era caos, logo foi se transformando em festa.

sábado, julho 31, 2010

Hoje eu estou...


Não preciso de psicólogo.Escrever me faz feliz e também faz extravazar meus sentimentos mais profundos.Estou deprimida e eu nem sei por que.É uma miscelânea de coisas que,até me dá vontade de chorar.è o fato de eu ganhar mal,é o fato de estar cansada de trabalhar muito e não ter reconhecimento,não ter viajado nesse recesso,ter ficado em casa nos afazeres domésticos,não ter sido ainda convocada no concurso do Estado,faltando apenas 73 candidatos,não poder reformar minha casa,que está caindinha,minha Lucy estar tão agressiva e etc.Fico irritada e como não posso e nem tenho com quem falar,me coloco por aqui.Isso me dá uma sensação melhor.É como se eu eu estivesse fazendo uma limpeza dentro de mim mesma.Quem sabe amanhã estarei melhor,não é ?

terça-feira, julho 27, 2010

Alerta à população


Comer na rua é muito perigoso. A falta de higiene é muito grande.As pessoas não lavam as mãos para manusearem os alimentos. Melhorou um pouco depois da gripe “suína”. Muitos garçons conversam sobre os alimentos, cuspindo-os involuntariamente. A água nem sempre é tratada. Muitos comerciantes usam água de poço artesiano contaminado, por motivo de economia. Manuseiam dinheiro e alimento simultaneamente. É muita porcaria. Eu já presenciei barraqueiro lavando copos descartáveis nas fontes luminosas da praça da Piedade e do Comércio. Com relação ao caldo de cana, já vi canas serem descarregadas sobre uma grama com cocô de cachorro em seguida serem moídas na máquina. Poucos são os restaurantes confiáveis para uma alimentação saudável e confiável.

sexta-feira, julho 23, 2010

Pra você,Lucy


RECADO DE S.FRANCISCO DE ASSIS "Sei que lágrimas de dor verte agora dos teus olhos,dia em que teu cão se foi,e se afastou de ti e se aproximou de Deus.Todavia,dou-te uma nota feliz neste dia tão triste:jamais Deus teria sido injusto com os animais!Por isso,não importa quem está nascendo ou morrendo,há sempre alguem chamando por ti;então VIVA! Agora mesmo,neste exato instante em que choras,teu anjo amado segue e evolui...Brilha na imensidão do espaço e volta,manso e feliz ao aconchego das almas!Com tua mania racional,teimas em duvidar,mas nada importa,senão continuar a VIVER! As hostes dos Anjos e Francisco cuidam das luzes em pêlos e preparam suas patas para uma nova vida.Enxuga teu rosto e acredita!Fizeste a parte que te cabe no mundo...Um sonho jamais termina num último miado, nem se pode calar os latidos de um dia.Então podemos crer novamente.VIVA!É que o Criador adora suas crias! E deixa que elas permaneçam sempre vivas na memória dos que ficam...Elas cumpriram com o seu Divino mandato: AMAR
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...