sábado, outubro 23, 2010

Daí saiu o nome Lucy (minha cadela)


Lucy van Pelt é a irmã mais velha de Linus e Rerun na HQ da série Peanuts de Charles Schulz.

Lucy apareceu pela primeira vez em 3 de março de 1952 como um bebê de olhos grandes que constantemente atormentava os pais. Ainda no início, Schulz eliminou os círculos em volta dos olhos dela e permitiu que ela crescesse até alcançar a idade dos outros personagens e rapidamente se tornou familiar a sua personalidade mandona, sarcástica e egoísta.

Personalidade
Ela tem uma forte e predominante personalidade, é muito cínica, grita muito, é impaciente, muito mal humorada e freqüentemente é malvada com os outros personagens da série, particularmente com o irmão Linus e Charlie Brown. Os seus sorrisos e motivos raramente são verdadeiros. Costuma apresentar argumentos sem lógica e as suas perspectivas são sempre egocêntricas, a sua maneira de ver as coisas é única. Lucy gosta de Schroeder, que prefere tocar Beethoven a estar com ela.

Excertos de algumas tiras
Talvez a imagem mais famosa de Lucy seja uma em que ela segura uma bola de futebol americano para que Charlie Brown a chute e tira a bola no último momento, fazendo com que Charlie tenha sempre quedas muito aparatosas. A primeira vez que isto aconteceu foi a 16 de Novembro de 1952, mas repetiu-se algumas vezes e tornou-se um clássico.

Lucy é frequentemente fastigada pelo seu irmão que é mais novo e também mais passivo. Ela enerva-se muitas vezes ao ver Linus sempre agarrado ao seu cobertor tentando por vezes roubá-lo ao irmão e enterrá-lo. Uma vez ela fez um papagaio com o cobertor e "acidentalmente" largou-o. O cobertor voou por todo o país e havia pessoas que escreviam a Linus para lhe dar noticias sobre o seu cobertor. A força aérea acabou por salvá-lo quando este já voava sobre o Oceano Pacífico.

Além de tentar curar o irmão do seu vício (cobertor), Lucy costuma tratar Linus como lixo, sujando os lápis de cor, mudando o canal de televisão ou apagando-a enquanto Linus está a ver, e o forçando a tratá-la com generosas palavras antes de considerar compartilhar comida com ele ("Obrigada, querida irmã, a melhor irmã do mundo, sem a qual eu não poderia sobreviver!"). Lucy também trata a Linus como seu servente pessoal, forçando-o a trazer-lhe um lanche ou algo para beber enquanto ela assiste tv.

Certa vez, Lucy gabava-se de conduzir Linus "como um pianista conduz um piano de cauda", o que não está tão longe da verdade. As tentativas de Linus de se auto-afirmar e resistir à sua irmã tipicamente resultam em derrota verbal ou física. Lucy não esconde o fato de que ela gostaria de ter sido filha única, e já tentou expulsar Linus de casa algumas vezes.

segunda-feira, outubro 18, 2010

É hora de se reclamar !


Além dos problemas já listados , uma coisa que me irrita profundamente são colegas que atrapalham nosso trabalho,sendo extremamente permissivos com os alunos.Por exemplo, eu NÃO permito ouvir música na sala,nem jogar baralho,mas tem colegas que permitem! Então,quando eu vou chamar atenção de um aluno que começa a ouvir música na sala,ele logo diz: "O professor fulano permite!".

Com isso,eu,que sou séria,sou vista como a chata,a desagradável! Acho que a conduta dos professores deveria ser similar! Tem muito professor que está C* & A* para os alunos,para a educação como um todo! Como os alunos ainda não têm maturidade para discernir essas coisas,acham que o professor "maneiro","bonzinho","sangue-bom" é aquele que os deixa zoarem em aula!!!!


Outra coisa é direção que não te dá respaldo. O professor tira o aluno de sala,manda punir e tal e o diretor manda o aluno voltar,tirando toda a autoridade do professor! Diretores que passam a mão na cabeça de aluno!Vamos combater isso!

Plástica Capilar


Conhecido como escova tridimensional ou plástica capilar, esse novo tratamento é a grande esperança de quem ainda luta para manter os cabelos alinhados. Dentre as soluções mais comuns como progressivas, definitivas, inteligentes, cítricas e de chocolate, a escova tridimensional se destaca pela rapidez do processo, pela ausência de substâncias pesadas e pela proteção dos fios.

Ao invés de alisar, a plástica renova o aspecto dos cabelos, dando ares mais saudáveis. Segundo especialista no tratamento, Daisy Fortes, cabeleireira do salão Up Hair Design, localizado nas instalações da Daslu, essa intervenção é feita em três etapas: cicatrização através do calor, recuperação da estrutura interna e blindagem do fio.

Depois de bem lavados, os cabelos passam por um ritual de força, indicado para cabelos em estado de choque, que sofreram desgaste profundo do fio. Essa etapa proporciona nutrição e disciplina por meio de duas ampolas, uma de ceramidas e queratina e outra de nano emulsão com micro gotículas de óleo de abacate e jojoba, ativadas pelo calor do secador. Já secos, os cabelos recebem uma máscara de hidratação. Por fim recebem o creme de reconstrução que cria uma película de proteção, impedindo que o calor do secador e até do sol atinjam os fios e causem danos. A ação conjunta do secador e da prancha blindam os fios.

O resultado imediato desse procedimento é a manutenção do liso e a redução do volume. A aparência dos fios fica bem próxima a do natural do cabelo no seu melhor estado. Mais brilho, mais resistência e muito menos frizz também são coisas que se pode esperar. “Às vezes a cliente chega pedindo para cortar 10 cm com o objetivo de tirar as pontas danificadas. Depois da plástica, eu posso tranquilamente tirar apenas dois”, explica Daisy. Esse é um tratamento indicado para todos os tipos de cabelo e dura até dois meses

domingo, outubro 17, 2010

Roupas em spray

Roupa em spray - a novidade está mexendo com o mundo fashion. Dentro de uma latinha tem um guarda-roupa inteiro. Vestidos, blusas, roupas íntimas - tudo quase pronto para ser usado. Só depende da imaginação, da criatividade e, claro, da pontaria do estilista.

O inventor do spray de roupas é um espanhol, doutor em moda pelo Imperial College de Londres. Manel Torres leva apenas 15 minutos para vestir uma pessoa da cabeça aos pés. E o mais impressionante: o que parece uma pintura vira tecido. Pode ser lavado e usado novamente, várias e várias vezes.

A ideia é permitir que cada pessoa faça sua própria roupa. A partir desse conceito, em vez de calças, camisas, camisetas, vestidos pendurados em cabides, haveria dentro do armário apenas latinhas. Na hora de se vestir é só escolher as cores e criar um estilo sobre o próprio corpo ou usando um manequim.

O segredo industrial, obviamente, Manel não revela de jeito nenhum, mas por alto ele explica que o spray é composto de fibras de lã, algodão ou seda. Essa matéria prima pode ser natural ou sintética. Tudo é bem triturado e misturado com solvente de tinta. Fora da lata, em contato com o corpo de uma pessoa ou sobre um molde qualquer, o produto seca rapidamente. Fica resistente e maleável.

Manel e o sócio dele, Paul Luckham - engenheiro químico e professor do Imperial College -calculam que as latinhas deverão chegar ao mercado, a partir do ano que vem, custando o equivalente a R$ 17. Eles revelaram ainda que essa invenção pode ajudar também no tratamento de machucados, feridas e outros problemas de pele.

“Se misturarmos remédio, como por exemplo antibiótico ou analgésico com as fibras, teremos um poderoso curativo. A ideia é que o produto seja aplicado diretamente sobre a ferida, como uma atadura instantânea”, explica Manel.
Isso é que é inovação e representa uma economia e tanto !

É inexplicável o amor por uma cadelinha


Hoje eu resolvi escrever sobre o amor incondicional pela Lucy.Ela é arteira,hiperativa mesmo,destruiu a casa toda com seus dentinhos afiados.Já foi tentado de tudo para ela não fazer mais essas coisas,mas não adianta...Desafio o Dr.Pet ou o Encantador de cães para adestrá-la.Duvido que consigam.Floral de Bach,Calmavet,ela tira de letra e além do mais não dorme e me tira da cama às 4 e meia da manhã com mordeduras e lambidas.Imagina que agora ela decidiu transformar a minha cama num vaso sanitário(faz xixi) nela.No entanto,apesar de tantos problemas que me causa,inclusive hematomas nas minhas pernas,o que me levou ao médico,pensando em algo mais grave. Mas,eu a amo muito,além da conta.Eu amo a minha Lucy !
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...