quinta-feira, março 10, 2011

Honestidade ou não ?

Nestes tempos em que o destino do país foi tão discutido, uma das questões que mais frequentaram a tônica dos debates foi a honestidade dos candidatos.
Honestidade é uma característica intrínseca ao ser humano que implica em agir e falar sempre de acordo com a verdade. Sempre ouvimos dizer que ou se é, ou não se é honesto. Não existe um meio termo.
É comum ouvirmos uma pessoa admitir ser verdadeira em algumas situações, e em outras não. Estaria ela sendo honesta, ou desonesta? Teríamos então uma honestidade de conveniência, uma honestidade variável, onde se ajusta a conduta de acordo com os interesses próprios ou de outrem? Uma coisa é certa, lidamos com valores pessoais e, por conseguinte, sujeitos a diferentes entendimentos.
Outra coisa também é certa: não temos o direito de rotular as pessoas.
Mas não desistimos e sempre buscamos descobrir se alguém é ou não honesto. Principalmente no momento de escolher em quem votar.
Se a subjetividade não nos ajuda, será que o raciocínio lógico cumpriria tal missão? A simples arguição ao ser humano poderia nos tranquilizar quanto à honestidade de alguém? Tentemos então, através da lógica, resolver esta questão.
À uma pergunta simples e direta, normalmente apresentam-se duas possibilidades de resposta, uma positiva e outra negativa. Vejamos então para a questão “Você é honesto?”:
O interlocutor responde: Sim!
Partindo-se do pressuposto que ele é realmente honesto, verdadeira está sendo sua afirmação. Contudo, pode ser ele desonesto e, neste caso, sua resposta continuaria a ser a mesma.
O interlocutor responde: Não!
Esta resposta nos coloca diante de um paradoxo:

admitindo ser desonesto, estará ele sendo honesto e, portanto, assim não responderia à pergunta;
sendo desonesto, estará ele mentindo e sua resposta indicaria, na verdade, que ele que é honesto, o que não é uma verdade.
Assim, parece-me que a única resposta que teríamos à questão formulada seria “Sim”, pois o honesto assim a responderia, bem como o desonesto.
Terminamos, pois, como começamos - sem saber como determinar se uma pessoa é honesta ou não.
escrito por Jaime J. Veloso

Um comentário:

Simples assim... disse...

É aquela historia, ser honesto hj aqui é qualidade, e na minha opinião é OBRIGAÇÃO do ser humano....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...