quinta-feira, fevereiro 07, 2013

Por que os cães e gatos não conseguem ser amigos ?

Uma vez, há muitos anos atrás, todos os cachorros viviam na floresta junto com os outros animais. E eles eram muito amigos uns dos outros, viviam se visitando e fazendo festas só entre eles. O Gato não gostava muito disso, ele se sentia sempre muito sozinho quando os cachorros faziam festas e ele não era convidado. Naquela época, gatos e cachorros eram muito amigos e estavam sempre brincando juntos; menos quando todos os cachorros iam para uma de suas festas e o Gato ficava de fora. Por isso, quando houve uma festa de novo, ele decidiu que ia se disfarçar de cão e ia também. Quando ele chegou no lugar da festa, viu que estavam realmente todos os seus amigos cachorros lá dentro: os altos e os baixos, os peludos e os carecas, os gordos e os magricelas, os grandes e os pequenos. E ele ficou super animado para entrar logo na festa e brincar com todos. Mas havia uma problema: para entrar na festa, cada cão tinha que pendurar seu rabo num cabide na entrada. Acontece que rabo de cachorro feliz não combina com festa. Você já viu como ficam os rabos deles quando estão felizes? Ficam abanando sem controle. Aí já viu, né? Não tem copo com bebida em festa que consiga ficar direitinho, caem todos. Assim, eles decidiram todos pendurar seus rabos na porta. Só que o Gato não tinha rabo de cachorro e o seu rabo ia facilmente denunciar seu disfarce antes dele conseguir entrar na festa. Então ele decidiu pegar um rabo emprestado daqueles que já estavam pendurados. Ele foi bem devagarinho, pé ante pé, sem fazer barulho, e conseguiu chegar até onde estavam os cabides de rabo. Chegando lá, ficou perdido: havia tantas variedades diferentes de rabos que ele não sabia qual seria o melhor para a sua fantasia de cão. Havia longos e curtos, peludos e carecas, gordinhos e magrinhos, grandes e pequenos. Então ele decidiu testar, um por um, para ver qual ficava mais bonito na fantasia. Muito vaidoso, ele passou um bom tempo provando cada um dos rabos sem nunca achar um que o satisfizesse. Quando finalmente se decidiu por um, percebeu que havia tirado todos os rabos dos seus lugares e estavam jogados no chão à sua volta. Preocupado com a possibilidade de chegar algum convidado da festa, ver aquela bagunça e não deixar ele entrar, rapidamente pendurou todos os rabos de volta; sem saber que não os colocava nos seus devidos lugares. O Gato, então, entrou na festa e curtiu muito a noite com todos os seus amigos. Porém, quando a festa estava acabando e os cachorros começavam a ir para as suas casa, ele percebeu uma confusão na saída. Quando chegou perto, viu que os cachorros estavam todos confusos, com os rabos trocados e procurando cada um o seu. Ninguém sabia onde estava o seu verdadeiro rabo! Já pensou perder o seu rabo, que triste? Percebendo que os cães estavam bem chateados, rapidamente o Gato fugiu pela janela e fingiu que não sabia de nada. Só que os pobres cachorros foram todos para casa sem seus rabos verdadeiros. E é por isso que até hoje, quando um cachorro se encontra com outro, ele vai cheirar o rabo dele: é para ver se o amigo está com o seu verdadeiro rabo. E é também por causa dessa história que, depois dos cachorros descobrirem o que o Gato fez, gatos e cachorros não podem se encontrar que dá briga.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...